O Fendafor

O FENDAFOR foi criado em 2000 pela professora e coreógrafa Janne Ruth, juntamente com outras três Professoras cearenses. O Festival é realizado pela Instituição Grupo Bailarinos de Cristo Amor e Doações – BCAD fundada em 1994 também por Janne Ruth que há mais de três décadas trabalha com dança, em sua companhia homônima que completa 22 anos de estrada, 43 tournées nacionais e seis internacionais, com a Escola de Ballet Janne Ruth que tem como direção artística sua filha Atenita Kaira e com a ONG citada acima que é referência no Brasil e em outros países do mundo, protagonista de mais de 240 prêmios.


Janne Ruth

Direção Geral

Formada em Ballet Clássico e Metodologia do Ensino da Dança pela Escola de Ballet Hugo Bianchi em 1979 e Formação nos nove estilos em Salvador (BA) pela Escola Dance Center em 1979 - afiliada da Universidade Católica da Bahia - Janne Ruth têm ainda o curso de Geologia na Universidade de Fortaleza – Unifor. É professora, coreógrafa, palestrante, produtora e gestora social e cultural, tem mestrado em Dança pela UNIC - União Internacional de Intercâmbio Cultural; Estados Unidos e França, realizado em 1982. É fundadora, idealizadora e diretora do FENDAFOR desde seu início e também diretora da Cia de Dança Janne Ruth

Atenita Kaira

Direção Artística

Bailarina, professora, interprete, coreógrafa e oficineira de dança contemporânea e premiada em vários festivais de dança do país, iniciou seus estudos da dança em 1988 com 2 anos de idade na Escola de Ballet Janne Ruth onde permanece até hoje. É integrante da Cia. de Dança Janne Ruth desde 1995, passou a ministrar aulas no Grupo BCAD a partir do ano 2000, passou também a coreografar para a Cia. de Dança a partir de 2005. Além das funções de bailarina e coreógrafa, ministra cursos de Processo de Pesquisas e Criações. Atenita Kaira é professora exclusiva e coordenadora do Corpo de Baile do Grupo BCAD desde 2007.


Direção e Organização

A Organização Geral do FENDAFOR, hoje dirigido exclusivamente por Janne Ruth têm um grande prazer em apresentar sua história, dessa forma podemos refletir nossa grande paixão pela Cultura e as Artes Cênicas e relatar o diferencial desse Festival, o impacto que ele causa na vida de milhares de pessoas; Bailarinos, artistas, coreógrafos, escolas, grupos e Companhias de Dança que tem a oportunidade de mostrar seus trabalhos e talentos para o mundo.

O Festival tem palcos para todos os ritmos, seja amador ou profissional de qualquer modalidade e categoria e orgulha-se de receber Grupos principiantes. Abrem-se as cortinas para o futuro.

O Festival reflete sobre a Dança através do exercício teórico e prático, as relações entre formação continuada, formação acadêmica e formação informal, tendo como cenário a experiência intercultural de intercâmbio envolvendo professores, pesquisadores e estudiosos do Brasil e do exterior.

Ressaltando a Dança como área de conhecimento, comparando o ensino e a formação de professores e bailarinos. Explicitando a relação entre criar, executar e observar como meta para apreciação da dança, discutindo o uso de diversos recursos metodológicos como estratégia para ensino da dança.

Ser bailarina não é só de corpo, é de alma.? Ser bailarina é contagiar alegria e doçura no olhar.? É dançar como o vento move as folhas,? é sentir a música e emocionar-se,? é amar e amar-se...

Yasmine Camargo

O Festival 2017

A arte se une a vida de pessoas que sentem na alma o prazer de dividir esse momento sublime. O Palco, os aplausos, a oportunidade de mostrar a sua criatividade e, sobretudo, apreciar nossos mais belos talentos brasileiros em um só momento, onde tudo se encontra num intercâmbio fantástico de experiência, profissionalismo e beleza do melhor que cada um é capaz de fazer.

O Festival abre um importante leque cultural por onde passa e aproveita a oportunidade para ratificar sua principal bandeira: Uma política constante e transparente para a Dança no Ceará.

Objetivos do Festival

Nosso principal objetivo é proporcionar oportunidades para o desenvolvimento de novos talentos e a troca de experiência entre grupos, bailarinos e Cias. de Dança de todo Brasil e outros países do mundo, Além de ampliar o calendário cultural do nosso país, colocando o estado do Ceará entre os grandes Festivais Nacionais e Internacionais de Dança do Brasil.

O Festival tem como Foco principal um Programa de formação pedagógica para bailarinos, pensadores e produtores culturais, bem como a Circulação de Espetáculos em cidades do interior do estado do Ceará, Proporcionar ainda maior visibilidade à produção local e estimular novos mercados de trabalho, circulando trabalhos (espetáculos, Cursos, Palestras e vídeos) nas cidades do interior do estado onde acontece o Fendafor Itinerante.

Teoria e Prática, Formação e Informação, amador e profissional, abrangência multicultural, são os elementos que impulsionam o Festival a apresentar o que de melhor está sendo produzido nas escolas, companhias e faculdades de dança brasileiras. O Festival oferece palestras, cursos de diversas disciplinas práticas e teóricas de dança e teatro, organiza espetáculos nas diversas Regionais Administrativas de Fortaleza, promove um grande nível de conhecimento, discussões, programas conferências, lançamentos de livros, exposições e exibições de filmes e vídeos.

Tradição

Seguindo sua tradição de trazer o melhor da dança contemporânea, clássica, moderna e popular, com a participação de bailarinos e companhias de dança mais respeitados do Brasil e do mundo, o Fendafor acontece tradicionalmente na última semana de Junho ou primeira semana de julho respeitando o calendário nacional de Festivais por todo o país.

O Festival tem como palco principal o Teatro José de Alencar e o Centro Cultural Dragão do Mar e como palcos alternativos como Shoppings, projetos sociais, e escolas de dança de Fortaleza.

Fendafor Itinerante

O Festival Nacional de Dança do Interior do Ceará já acontece desde 2007 trata-se de uma ação continuada do Festival Internacional de Dança de Fortaleza.

A cada edição desse Festival nas cidades do Interior do estado que ele acontece, reúne cerca de 400 bailarinos, professores, Maitres, pesquisadores e coreógrafos do Ceará e de outros estados do Brasil, cerca de 3000 espectadores por evento que normalmente são 02 a 03 dias entre apresentações, cursos, oficinas, palestras, workshops e mostra de vídeo.

Programação

Clique no botão para baixar!






Cursos Fendafor 2017


Wanie Rose

28, 29 e 30/06

VILA DAS ARTES

Das 09h às 11h

Wanie Rose

28 e 29/06

CENA 15

Das 09h às 11h

Adriana Villela

28 e 29/06

TEATRO JOSE DE ALENCAR

Das 09h às 10h30min

Juarez Moniz

28 e 29/06

TEATRO JOSE DE ALENCAR

Das 10h30min às 11h30min e
das 11h30min às 12h30min

Vanesca Martins

28, 29 e 30/06

VILA DAS ARTES

Das 11h às 12h30min

Rodrigo Pires

01 e 02/07

SESC IRACEMA

Das 9h30min às 11h

Caio Nunes

30/06, 01 e 02/07

TEATRO JOSE DE ALENCAR

Das 9h às 10h30min

Juarez Moniz

30/06 e 01/07

CENTRO COREOGRÁFICO LEANDRO NETO

Das 9h às 10h30min

Mariza Estrela

30/06 e 01/07

SESC IRACEMA

Das 11h30min às 13h

Ana Palmieri

01 e 02/07

TEATRO JOSE DE ALENCAR

Das 10h30min às 12h

Guivalde Almeida

01, 02 e 03/07

VILA DAS ARTES

Das 9h às 11h

Cristina Cará e Assistente

04, 05 e 06/07

CENA 15

Das 9h às 10h30min

Amanda Sophia

04 e 05/07

ESCOLA DE BALLET LUCYMEIRE AIRES

Das 11h15min às 12h45min

Cristina Cará e assistente

04 e 05/07

BALLET MONICA LUIZA

Das 9h às 11h

Roberto Amorim

04 e 05/07

BALLET HUGO BIANCHI

Das 9h às 11h

Ana Palmieri

04 e 05/07

TEATRO JOSE DE ALENCAR

Das 10h às 11h30min

Adriana Villela

05, 06 e 07/07

CUCA MONDUBIM

Das 09h às 11h

Cristina Cará e assistente

01 e 02/07

Escola de Ballet Janne Ruth

Das 09h às 11h

Mesmo que a bailarina erre o passo, mesmo que não haja mais coelhos na cartola, mesmo que o trapezista escorregue, mesmo que o elefante teime em não adentrar o picadeiro, haverá o domador destemido levando o seu leão, sempre haverá alguém, por que o show... O show tem que contiuar.

Orlando Maciel

Jurados


Entre em Contato

contato@fendafor.com.br
(85) 99984-4704

>